BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Diário de um ativista político















12h -
Encontrar os companheiros de luta e discorrer sobre incidentes passados, como inalar spray de pimenta, encarar o batalhão de choque, tomar cassetadas de policiais dentre outros.
14h - Tomar o ônibus do sindicato rumo à passeata ensaiando "Nas ruas, nas praças, quem disse que sumiu, aki está presente o movimento estudantil"
16h - Chegar no ato público
18 - Permanecer no ato mas já sem todo aquele gás mas ainda gritando "Quem não pula é reitoria, quem não pula é reitoria!"
23h - Após uma assembléia pública voltar pra casa após sacar que os jovens já não entendem o que é política, respeito mútuo e muito menos democracia!



* Sexta-feira participei de um ato público seguido de uma assembléia para que os campi da Unifesp discutissem quais as diretrizes a serem tomadas quanto à renuncia do reitor dentre outras coisas.

13 comentários:

KAKA disse...

ei querido, vc já sabe minha opinião sobre isso... o interessante é que realmente muitos não entendem de política , política de fato e qdo o cidadão se dá conta que pode entender, entende errado e quer tirar proveito disso!! pois é, assim não dá!!ah pra fazer uma piada ridícula: pro gás de pimenta; da próxima leva um maço de alface, assim já tempera... afff um bjim e aquele abraço com o carinho de sempre e cuidado! KK

Pedro disse...

Os jovens, em geral, estão cada vez mais apolitizados.

Frodo disse...

Ah, de volta aos anos 60's!... É bem melhor do que ficar discutido quem pegou a mais gostosa enquanto enche a moringa de cerveja. Creio que antigamente os jovens tinham um objetivo comum, hoje eles estão mais perdidos do que cego em tiroteio...
Abraços!

jobofevi disse...

O adolescente de hoje é diferente do adolescente dos anos 60.Tinha sonhos utopias. Havia forte presença das identificações verticais-pai,prof,pátria- o que justificava a rebeldia. Hoje no lugar da contestação temos o fracasso escolar, o menosprezo pelo saber orientado.O pai foi relativisado, a economia não respeita fronteiras.E tanto melhor se pudermos aprender desses mesmos adolescentes que sofrem diretamente em seu corpo a espetacular mudança de paradigma pela qual estamos passando da era industrial para era da informação. Uma época sem padrão.As soluções inusitadas que eles estão encontrando para viver em uma que a psicanalise chama de época do outro que não existe.

maria claudete disse...

olha o mundo mudou , pretende-se pessoas partícipes também tenham mudado e evoluído, realmente o jovem de hoje não exercita a política como antigamente, mas do seu jeito tem conseguido algumas pequenas vitórias, e o que é melhor sem partidarismo, vamos dar um crédito de confiança , não? afinal o futuro depende de vocês jovens.

André Kaworu disse...

Oi.....acho que o post deveria ser intitulado "diário de um ativista político moderno(ou pós-moderno)....parece que as conquistas dos antigos são ignoradas pelos novos. abraços e boa semana

demm disse...

não poderia deixar de visitar seu novo blog, afinal, sou assíduo ao velho que atualizava.

gostei deste, uma "cara melhor".

JuJu disse...

Que coisa, não...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

Lucas Andrade disse...

Agenda cheia...

maria claudete disse...

olha gosto tanto do seu Blog que repasso para vc Um MEME , recebido de um amigo escritor, vai pegar lá no nosso Blog. Abraços.

Carlos Martins disse...

Wagner, ainda consigo ver pessoas se intitularem apolíticos. Revolucionar um país sem uma consciência democrática e patriótica é muito difícil, é lutar sozinho por quem reclama o dia inteiro e não faz nada.

Magui disse...

Raios partam que isto pega!!!!!!!

Anna Oh! disse...

Tem sim, tem os que tem uma consciência, se engajam e se empenham. Mas tem o pessoal alienado, q não quer nada com nada e tá pouco se explodindo pro mundo ao redor... contanto que o tênis seja de marca e que a balada esteja aberta.
Ainda assim, mesmo pra sair em passeata, reivindicar e tudo mais, o pessoal é extremamente desunido e esse é o ponto que desanima (particularmente eu q entrei d cabeça nisso há pouco tempo) mas vamos pra luta, não é?


Ivasão de blog ao acaso! Saudações!