BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 1 de agosto de 2010

Quem sou eu?




Eu sou como muito apropriadamente pensou Hegel, aquilo que eu faço de mim mesmo, ou seja, eu sou o lugar da construção, a possibilidade inexoravelmente inconteste de me tornar 'ser'. Tal questão, não obstante, não se resolve facilmente deste modo, porquanto tudo o que é 'em si', tudo o que se faz a si mesmo, tem em suas entranhas mais íntimas uma peculiar nostalgia do absoluto, do que é para si mesmo, uma pedra é uma pedra para si mesma, uma montanha também, bem como o mais fino grão de areia.


Estes entes menores (ou maiores) não se questionam sobre o sentido de sua existência. Ainda que tal constatação de fato seja insólita e desconcertante, trata-se da verdade mais inteligível. Deste modo, eu sou e não sou de maneira concomitante, paulatina e dinâmica. Sou inquieto, busco respostas para as minhas questões nos escaninhos mais profundos da minha consciência. Jamais me satisfaço com elas. Reinicio um círculo virtuoso ou vicioso (isso quem vai definir é o observador).


O que eu sou é a possibilidade do ser e carrego em minha natureza mesma a liberdade de ser aquilo que quero, questionar as minhas próprias escolhas e me tornar um ser outro.

10 comentários:

JuJu disse...

No fim das contas, somos como obras de construção em eterna reforma.
...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

claudete disse...

Li em algum lugar e creio firmemente nisto-"Nós somos a realidade que construímos"- Tenho lutado , olha que ja percorri uma grande estrada...E não é fácil somente construir coisas boas para nós e consequentemente para o outro...mas continuo tentando e acertando aqui errando alí. beijos. Obrigada pela visita e comentário.

Guará Matos disse...

Quem somos nós? Responda que puder.
Abraços.
_____
Apareça "lá em casa" para licor de boas ideias.
Maus abraços.

Serginho Tavares disse...

difícil dizermos quem somos mas gostei muito da forma como você disse quem é

abração

Sil.. disse...

Wagner, vim agradecer as palavras carinhosas no meu blog, retribuir, e dizer que esse assunto de quem somos, é tão complexo.
Acho que fico com a mesma resposta do meu querido amigo Guará.
PS: Saudade de Guarulhos.
Morava (Morei por mais de 20 anos) no Tucuruvi, perto do metrô, e tinha muitos amigos em Guarulhos.
Há dois anos estou em Itanháem, por N motivos, mas sinto uma saudadeeeeeeeeeee dessa SP amada.
Em todos os sentidos, principalmente os culturais.

Um abraço grande!

Te acompanho!!!

Sil.. disse...

PS: Adorei aqui!

TH disse...

Eu evito tanto fazer essa pergunta. Medo das respostas...
Mas o seu "eu", descrito por seus próprios riscados, faz com que as pessoas tenham curiosidade de conhecê-lo. Em outras palavras, alguém de conteúdo, cheio de incertezas, mas que não fica inerte na busca para elucidá-las... :)

Paulo Braccini disse...

perfeito ... sermos aquilo q construímos e passíveis de permanentes reformas ...

bjux

ps: de volta da lua de mel pronto para rever os amigos da Blogsville ...

;-)

Por que você faz poema? disse...

Sempre é bom ter possibilidades
para o "ser".

Well Bernard disse...

Você é graduando em filosofia ou é "apenas" apaixonado por ela?

Quantos citações de autores para eu me recriminar por ser tão ignorante em filosofia. Enfim, deixa para lá...

Abraços.