BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Pedofilia: De quem é a culpa?


Wow, nem em férias eu consigo cumprir horários...Mas também é tanta coisa neh? Tenho que ir no cinema, tenho que dormir bastante, ver tv, conversar com os amigos no messenger e no Orkut! Tenho que comer bastante...Bah, isso tudo dá muito trabalho...

Brincadeiras à parte é hora de tratarmos de um assunto muito sério: A pedofilia! Foi proposta uma blogagem coletiva sobre a pedofilia. Achei muito interessante. Como era costume no meu ex blog vou abordar durante uns quatro ou cinco posts esta problemática. Visto que não é tão simples. A pedofilia, que atualmente é classificada pela comunidade médica como um distúrbio comportamental, traz implicações práticas e, mesmo não parecendo, filosóficas que precisam de muita discussão, esclarecimento e medidas preventivas bem como punitivas.

Ao meu ver o pedófilo é o paradigma do “monstro”. Li alguns poucos blogs e percebo que no imaginário coletivo o que impera é esta mentalidade. Espera aí! De onde saem estes monstros? Será que é do Lago Ness? Será que é da floresta da chapéuzinho vermelho? Será que ele paga aluguel pro Lobo Mau! Não. Ele está em nosso meio: ele é nosso médico, professor de educação física dos filhos, é o jornalista , é o padre! É o bispo! Ah e como ele são bondosos e carismáticos! Ele está aki, está na Europa, está na África, se pá tem até esquimós pedófilos! Imagina que eles são capazes de um ato tão deplorável! Não, estas crianças de hoje em dia! Quanta imaginação! É forçoso inferir que tais indivíduos são resultantes de padrões e de um meio social que nós mantemos em funcionamento? Por outro lado, eu poderia ser um se fosse assim...E não sou! Definitivamente não!

Espinosa disse “Conhecer é conhecer pela causa”. Se isto ainda fizer algum sentido pro nosso universo pós-moderno, existe muito o que se investigar antes que nossas inclinações morais disparem “Mete este safado perverso na cadeira elétrica”.

24 comentários:

Priii! disse...

nada faz mtu sentido nesse enorme universo..

Gabriel disse...

é isso aí Wagner.
Parabéns pela postagem e por ter participado dessa conosco.

um abraço

Júnior creed disse...

engraçadoq ue ontem mesmo eu relia uma reportagem da revista Istoé sobre o assunto, falando das denúncias contra padres, etc. puxando um pouco o foco para esse lado, eu sou contra o celibato imposto pela igreja, até porque vai contra a natureza humana, que tende a desejar, acredito que isso reforça o paradigma da pedofilia no clero, já que os padres doentes buscam suprir suas necessidades com crianças, que são mais suscetíveis e vulneráveis.

fernando disse...

não sei quem disse que "tudo é possível, mas nem tudo me convém". isso se aplica nesse caso. vi um filme sobre o assunto. O Lenhador. Pra mim, é um distúrbio de conduta sexual q deve ser tratado.

jobofevi disse...

Belo post sugiro que continue a descursão pela importancia do assunto.Um bom dia amigo.

Nina disse...

Não sabia que você tinha se mudado para a blogger... eu tbm fiz isso há uns meses atrás...
Quanto ao assunto, acho muito bom os blogs baterem nessa tecla por que a pedofilia é mais próxima de nós do que imaginamos. E muitas vezes, as crianças não se manifestam por puro medo da reação dos pais...

André Kaworu disse...

Oi...bom pedofilia é um problema sério e real da sociedade...são considerados monstros, porém monstros criados pela propria sociedade e seus modos de criação, de certa forma esses monstros reproduzem o que foi feito com eles quando eram crianças. abraço e parábens pelo post

luma disse...

Wagner, tomei a liberdade de incluir a sua postagem na lista da blogagem por conter uma visão crítica sobre o assunto. Acredito que o pedófilo encontra um terreno fértil em nossa sociedade, por conta do excesso na erotização infanto-juvenil. Não estou culpando as mães das crianças, que as vezes fazem sem imaginar que existem malucos espalhados pelo mundo. Há de ter uma conscientizaçao social sobre isso. A nossa negação é o primeiro caminho. Não concordar, por exemplo, que em um programa infantil, tipo xuxa, ela cante músicas do tipo "um tapinha não dói", umas besteiradas que acabam com a formação do pensamento crítico da criança;
Cheguei aqui através do Gabriel! Seu post iria passar batido da blogagem coletiva, porque não ligou à ele sua publicação. Seria uma pena! Beijus

Diana M. disse...

é repulsivo, assumo meu nojo, mas minha pena permanece. São monstrons que precisam de um tratamento. São crianças que precisam de pais.

frodo disse...

Wágner, a mente é uma coisa muito esquisita. Ninguém vai conseguir explicar nunca o motivo de alguém sentir atração sexual por uma criançancordo com vc, a cadeira elétrica é pouco, a não ser que levasse uma sduas horas para "torrar" o sujeito. Ah, e obrigadíssimo pela sua visita, Espero revê-lo muitas outras vezes.
Abraços!

Cin disse...

Parabéns por abordar um assunto tão sério e triste de nossa realidade.
Assino em baixo em tudo que vc disse.
Beijos e boa semana!

Psykhé disse...

Eu, como futura psicóloga, adorei o tema do post. Se no meu cursojá rolam umas ideias absurdas sobre isso, tu só imagina o que tem por aí...Vamos discutir!! UHUU!
Bjo

JuJu disse...

Isso prova que não é preciso ser um lobo de verdade para ser o Lobo Mau...
Passe lá no meu blog e deixe seu comentário!!!

kelly disse...

Oi! obrigada pela visita, espero que volte sempre que quiser ^^! também gostei mto daqui, realmente comer e dormir dá um trabalhão aff! hauhauhau e o assunto sério da pedofilia... nem tenho palavras mas da vontade de entrar nas cabeças desses doentes e tirar toda essa merda que eles têm!

otm semana bJx t_+

kelly disse...

Oops! saiu o enter sem querer antes que eu colocasse o link =s desse jeito o meu desejo que vc retorne lá nao vai se realizá ahuahuahua!!

pedrofreirefilho disse...

Realmente o tema é muito importante e precisamos estar juntos na luta contra a pedofilia.

Pedro disse...

Parabéns pelo post e pela participação na campanha! Foi um belo trabalho!

Mariana disse...

Hum, acho a pior coisa do mundo... e não tem como entrar na minha cabeça que isso começa, na maioria das vezes, em casa... que referências a crinça terá ao crescer? Ai que medo do futuro...

jobofevi disse...

Passei para desejar uma ótima semana.

Adri - Dri - Drika disse...

também acredito que muita coisa deve ser investigada e analisada... Uma otima semana ;)

♪ Lorena disse...

certa vez eu li que o padrão do pedófilo é o de uma criança que foi abusada sexualmente. erle é abusado, vira pedófilo, abusa quando adulto outras criança que têm grande chance de virarem pedófilas também. enfim, é um ciclo difícil de detectar e frear.

às vezes tenho opiniões bem radicais... em alguns países da europa, os pedófilos sofrem uma castração hormonal, condenados a tomar remédios que lhe tirem a libido pelo resto da vida. talvez esse seja mesmo o caminho, já que a maioria dos psiquiatras afirmam que a pedofilia é um desvio incurável, visto que é originado por um trauma extremamente danoso ao caráter, e que ocorre em uma época de formação.
efim, tenho pena... deles, das crianças, desse mundo cão. tenho pena do michael jackson, por exemplo, que acabou virando uma caricatura horrenda...

vim agradecer a visita e dizer que virei fã. linkadíssimo, se me permite. beijos e até logo :)

KAKA disse...

ei meu bem, ando de bode... me lembro bem do ano passado quando vc abordava os temas por um mês... muito interessante e oportuna a blogagem coletiva, por mais que parecemos banais, a sociedade movida por uma causa mesmo que como na blogosfera induz à reflexão da política social e moral! bjim e aquele abraço de sempre com carinho da KK

Cris disse...

Fantástica a clareza com que você aborda a pedofilia, assunto sobre o qual, depois de lê-lo e a outros blogs, tenho que concordar quando é dito que o "grande mal" é na grande maioria, mais causa do que efeito. Parabéns!!

Tânia disse...

Certamente matar os pedofilos não resolveria o problema, até porque cada caso é um caso com suas particularidades,já namorei 3 anos um rapaz que tinha sofrido abuso na infancia, era um desses caras legais que não dão o menor sinal de ter uma doença grave,mas graças a Deus nunca vi nem tive noticia que tivesse tocado em uma criança apesar de todos seus conflitos que só passou a dividir com um terapeuta depois que achei centenas de fotos no seu pc. a unica coisa que se poderia fazer é cuidar melhor das crianças que são o lado mais fragil de qualquer sociedade.